A semana, apesar de curta, começa a todo vapor por aqui.

 

“A semana, apesar de curta, começa a todo vapor por aqui. As atividades não param por aqui no segmento de ground handling. Que continue assim!

Bom, ainda sobre a questão da MP 774/2017, a reunião da semana retrasada com o relator, o Senador Airton Sandoval, foi bastante produtiva. Em dois momentos foi possível perceber uma leve sensibilização para a nossa causa. Primeiro, quando apresentamos o quanto o segmento emprega, o quanto usa de mão de obra, e ainda quando dissemos que, mesmo na crise, não houve demissões. Ao contrário, contratamos.

Depois, quando explicamos como as Esatas ajudam as companhias aéreas a economizar e reduzir o impacto do custo do suporte em solo no preço das passagens aéreas, com a chamada economia de escala. Uma empresa Esata, com mesmo time de colaboradores e equipamentos, atende várias cias aéreas.

Nesta quarta-feira, estaremos de volta ao Planalto Central para acompanhar o andamento do caso.

Uma dúvida ainda paira sobre os critérios para incluir este ou aquele segmento na reoneração. O Senador Airton Sandoval ficou de checar com o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quais devem ser os reais critérios. Pelo que sabemos, a orientação de Meirelles é beneficiar o que envolva transporte terrestre de massa. Bom, desde 2010, o volume de passageiros interestaduais transportados por avião já supera o volume que viaja de ônibus, com margem cada vez maior a cada ano. Vamos acompanhar tudo bem de perto.

Além disso, estamos trabalhando a todo vapor para deixar a nova sede pronta, Vamos para um espaço maior, no mesmo endereço da avenida Angélica, compartilhando o local com o Sineata. Um modelo semelhante ao usado hoje pela Abear e o Snea. A mudança deve acontecer em mais algumas semanas.

Neste começo de semana vamos dar mais um passo em direção ao nosso Selo de Qualidade. Teremos mais uma reunião para falar do tema, a segunda. E os primeiros diferenciais começam a ser desenhados. O Selo de Qualidade, como dissemos, vai muito além do aspecto operacional e dos 7 módulos de atuação cobertos pelo Isago da IATA. No Brasil, temos 19 atividades de ground handling. Vamos oferecer um selo que garante maior proteção para os contratantes no que diz respeito às questões trabalhistas, e tributárias e meio ambiente e saúde pública, reduzindo o risco de passivos que hoje tanto assustam as companhias aéreas e aeroportos.

Que a semana de cada um de vocês seja bastante produtiva. Até breve!”

Ricardo Miguel

Presidente da Abesata

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.