DEMANDA POR TRANSPORTE AÉREO MUNDIAL CRESCE 7,6% EM 2017

Segundo dados da Iata, o tráfego aéreo mundial de passageiros registrou crescimento de 6,2% em dezembro do ano passado

São Paulo – O tráfego aéreo mundial de passageiros (RPK) mostrou crescimento de 6,2% em dezembro do ano passado ante igual mês de 2016, informou a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês).

Com isso, a demanda encerrou 2017 com crescimento de 7,6% ante o exercício anterior.

No último mês de 2017, a oferta de assentos (ASK) subiu 5,8%, enquanto a taxa de aproveitamento dos voos subiu 0,3 ponto porcentual, para 80,7%.

Em todo o ano, a oferta medida pelo ASK cresceu 6,3% ante 2016 e a taxa de aproveitamento ficou em 81,4%, um aumento de 0,9 ponto porcentual.

“2017 teve um início muito forte que se manteve em grande parte do ano, sustentado por uma ampla melhora das condições econômicas. Embora as perspectivas econômicas subjacentes permaneçam favoráveis em 2018, o aumento do custo dos insumos, principalmente o combustível, sugerem que é improvável que vejamos o mesmo grau de estímulo da demanda, a partir de tarifas mais baixas, ocorrido na primeira parte de 2017”, disse o CEO da IATA, Alexandre de Juniac.

No recorte para a América Latina, os dados da Iata mostram aumento de 5,4% do tráfego de passageiros ante dezembro de 2016.

Com a oferta crescendo 5,0%, a taxa de aproveitamento nos voos ficou em 81,5%, a segunda maior entre as regiões, empatada com a Europa e abaixo da vista na América do Norte (82,7%).

Com relação à demanda por voos internacionais, houve alta de 7,9% ao redor do mundo em 2017, com evolução mais destacada na região da Ásia e Pacífico (+9,4%) e na América Latina (9,3%).

Já a oferta aumentou 6,4% no ano passado ante 2016, levando a uma elevação de 1,1 ponto porcentual da taxa de ocupação, para 80,6%.

Por sua vez, o tráfego de voos domésticos subiu 7,0% em todo o ano de 2017, com crescimento em todos os mercados, especialmente Índia, China e Rússia. No período, a oferta subiu 6,2% e a taxa de ocupação melhorou 0,7 ponto porcentual, para 83%.

Brasil
Especificamente sobre o Brasil, o tráfego de passageiros voltou a crescer no ano passado, com um avanço de 3,5% da demanda, depois da queda anual de 5,5% registrada em 2016.

A oferta de assentos subiu 1,7% no ano passado. Com isso, a taxa de ocupação avançou 1,4 ponto porcentual, para 81,5%.

Fonte: EXAME
Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.