Anuário Brasileiro de Recursos Humanos destaca segmento de ground handling

O Anuário Brasileiro de Recursos Humanos para a Aviação Civil, lançado na última segunda-feira, dia 21, pelo Instituto Brasileiro de Aviação, em solenidade nas instalações de GRU Airport, trouxe dados interessantes a respeito do segmento de serviços em solo. Ricardo Aparecido Miguel, presidente da Abesata, que inclusive integra o Comitê Consultivo da publicação, ressaltou que o trabalho ficou muito interessante e vai ser de extrema relevância para a indústria da aviação brasileira. 

No diagnóstico da formação de mão de obra para toda a cadeia produtiva do transporte aéreo está no volume 1 e deve ser sucedido por mais 3 volumes. A entidade já publicou três edições do Anuário Brasileiro de Aviação também, 

“É interessante notar que os trabalhadores Auxiliares do Transporte Aéreo estão entre os primeiros em termos de volume quando se olha as ocupações descritas no anuário. O primeiro e segundo item com o maior contingente referem-se ao ground handling: 8% de operador de atendimento no solo (atuam no check in e retaguarda operacional, embarque e desembarque de passageiros, serviço de atendimento especial, setor de bagagem, etc.) e outros 8% são carregadores de aeronaves, além de mais 4% agentes de proteção de aviação civil e 2% agentes de proteção de aeroporto e por aí vai. Somos, como já sabíamos, uma categoria intensiva de mão de obra e isso ficou mais claro no levantamento publicado peloInstituto Brasileiro de Aviação”, disse Miguel. 

A publicação também mostra que 81% dos trabalhadores atuam diretamente com Transporte Regular de Passageiros, ou seja, diretamente para as companhias aéreas. “O estudo ficou muito interessante e vai ajudar as autoridades a compreender o setor e aperfeiçoar a tomada de decisão”, finalizou Miguel.  

O anuário pode ser solicitado diretamente ao Instituto Brasileiro de Aviação em http://www.institutoaviacao.org/

Fonte: Assessoria de Comunicação da ABESATA 
 
 
Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.