Labace se despede de Congonhas

Tradicional evento de aviação de negócios recebe confirmação da Infraero que área não estará mais disponível

Segundo Infraero, área que abriga a feira desde 2003 estará indisponível em 2020; Abag deve transferir o evento para o Campo de Marte ou outro aeroporto 

A maior feira de aviação de negócios da América Latina se despede do aeroporto que a abrigou nos últimos 16 anos. Durante o evento deste ano, a Infraero informou à Associação Brasileira de Aviação Geral, a Abag, que a atual área de realização da feira, dentro do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, vai estar indisponível em 2020.

O conselho da Abag, que organiza a Labace, reuniu-se para discutir a situação e trabalha com dois cenários: transferir o evento para o Campo de Marte, também na capital paulista, ou realizá-lo em outro aeroporto, podendo adotar um modelo itinerante – promovendo a feira no Galeão e em Confins, por exemplo, em anos alternados. 

Junia Hermont, superintendente da Líder Aviação, que integra o conselho, advoga experimentar outro local que não seja o Campo de Marte, mas acredita ser voto vencido. Segundo ela, seria muito importante que os proprietários pudessem chegar diretamente ao aeroporto da feira com suas aeronaves. O contraponto se dá pelo tamanho da frota e pela presença da indústria e seus profissionais em São Paulo. 

Debates à parte, a indústria concorda que há a necessidade de um planejamento de longo prazo não só com a definição antecipada de data e local como, também, da planta do evento – nos últimos três anos, foram três configurações diferentes, dificultando a compra determinada de espaço e obrigando os expositores a desenvolver novos projetos a cada ano.

O conselho da Abag vai se reunir em breve para votar o tema. Embora o destino ainda não esteja plotado, o que os organizadores dão como certo hoje é que a Labace decola de Congonhas, que a acolhe desde 2003.

A Abag, em nota, afirma que não foi formalmente não foi comunicada pela Infraero sobre mudanças para 2020 na possibilidade de utilização do espaço atual.

Leia abaixo o comunidado na íntegra da Associação Brasileira de Aviação Geral:

A Abag (Associação Brasileira de Aviação Geral) informa que não foi comunicada oficialmente pela Infraero de nenhuma alteração para 2020 sobre a possibilidade de utilização do espaço em Congonhas para a realização da Labace. De toda forma, a entidade vem analisando outras alternativas, mas nenhuma decisão neste sentido foi tomada.

A AERO Magazine questionou formalmente se a Abag havia sido informada extra-oficialmente da situação da Labace em Congonhas.

“A área em que foi realizada a Labace 2019 está concessionada ao empreendimento Megahouses pela Infraero desde Novembro de 2017”, respondeu a entendidade, através de e-mail. 

Entretanto, a Abag confirmou que haverá um encontro para definir o futuro do evento. “Vamos revelar até 1 de outubro”, confirmou.

Fonte: Aeromagazine

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.