Estudo inédito da Boeing revela eficácia dos métodos de limpeza das aeronaves no combate à Covid-19

A Boeing e a Universidade do Arizona comprovaram por meio de uma série de testes inéditos a eficácia dos produtos e métodos de limpeza utilizados pelas companhias aéreas no combate à Covid-19. Os testes foram realizados no final de julho e fazem parte da Iniciativa Viagem com Segurança da Boeing, que busca garantir o bem-estar dos passageiros e tripulantes durante a pandemia.

Para comprovar a eficácia da limpeza feita nas aeronaves, foi utilizado um vírus vivo chamado Escherichia MS2, que é inofensivo aos seres humanos e mais difícil de matar do que o SARS-CoV-2, causador da Covid-19.

O MS2 foi espalhado por locais estratégicos da aeronave como mesas para refeição, apoios de braços, assentos, compartimentos de bagagem, banheiros e galley. Em seguida, foi feita a limpeza, utilizando diversos produtos e tecnologias e os resultados obtidos pela Universidade do Arizona demonstraram que os produtos, métodos e tecnologias de limpeza eliminaram o vírus da aeronave.

“Este estudo nos permitiu testar e validar, pela primeira vez, que os métodos de desinfecção eliminam o SARS-CoV-2 em um avião”, disse o microbiologista da Universidade do Arizona, Charles Gerba. “É importante reconhecer que não estamos falando apenas do SARS-CoV-2, mas também de outros vírus e micro-organismos”.

Após o estudo, a Boeing e a Universidade do Arizona continuam testando métodos de limpeza.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.