“O Voo do Impossível”, animação que conta a história de Ozires Silva, fundador da Embraer, será lançada nesta sexta-feira

Produção contou com a participação do jornalista Cláudio Lucchesi, autor do livro que dá nome ao curta-metragem e fala sobre o Bandeirante, avião que deu origem à empresa 

Um menino sonhador apaixonado por aviões, que se tornou um oficial da aeronáutica e liderou a criação da Embraer. Este é o tema central do curta-metragem de animação “O Voo do Impossível”, que homenageia os 90 anos de Ozires Silva, o engenheiro fundador da fabricante brasileira de aviões. O filme será lançado hoje, dia 8 de janeiro, sexta-feira, na data de aniversário de Ozires Silva. 

Com 14 minutos de duração e baseado em fatos reais, o curta-metragem apresenta a trajetória de Ozires Silva desde a infância, ao lado do amigo Zico, até a carreira de oficial da aeronáutica, quando decide realizar um sonho de criança. Na década de 1940, os dois garotos encontravam-se no banco de uma praça, em Bauru (SP), para conversar sobre aviões. Apaixonados por este universo, eles decidem estudar para se tornarem pilotos e, depois, procurar uma escola de engenharia aeronáutica. Com uma narrativa lúdica e mensagens de amizade, o filme resgata o papel inovador da Embraer na aviação mundial e, também, demonstra o papel de um francês que ajudou no processo de idealização da máquina voadora.

A Abesata – Associação Brasileira das Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo – por ser parte integrante da aviação civil, sente-se honrada em compartilhar este feito histórico. Ademais, o presidente da Abesata, Ricardo Aparecido Miguel, foi instrutor de voo da aeronave Bandeirante, bem como foi organizador de alguns projetos educativos, como por exemplo o XV Seminário de Aviação Civil, em 2008, em Recife-PE, que teve a participação de Ozires Silva. (Na foto em destaque de 26 set.2008 durante palestra sobre A Aviação Regional e o Desenvolvimento Econômico e Social de uma Nação)

“O Voo do Impossível” será exibido nas mídias sociais e canais oficiais da Embraer. O filme também será veiculado no canal do Youtube “Aviões e Músicas”, de Lito Souza. Confira:

Pesquisa e produção

O filme foi idealizado e produzido pela própria Embraer, que decidiu fazê-lo em 3D para atrair a atenção do público de todas as idades, principalmente as crianças. Apesar de ser uma animação, o curta apresenta elementos realísticos e com retratos fiéis à época, que vão desde os cenários até as roupas dos personagens. Para ajudar neste processo, os diretores contaram com a participação de uma referência no assunto, Cláudio Lucchesi, jornalista com mais de 20 anos de experiência no ramo de aviação e autor do livro “O Voo do Impossível”, que dá nome ao filme e fala sobre o avião que deu origem à Embraer:  EMB-110 Bandeirante. Quando ele entrou para a equipe, o projeto já estava em andamento e o roteiro já havia sido fechado, mas alguns ajustes teriam que ser feitos. 

Cláudio Lucchesi e Ozires Silva

“O diretor do filme, João Marcos Massote, começou a pensar nos detalhes da produção e nos elementos que faltavam. Um dia ele chegou para trabalhar e encontrou um exemplar do meu livro em cima da mesa e me ligou oferecendo um convite para participar do projeto. Aceitei na hora. À medida em que eu participava das reuniões, sugeria algumas modificações no roteiro”, relata Lucchesi. O jornalista também conta que ajudou a implementar mais elementos de cena com referências históricas, a fim de compor informações para quem for assistir. 

O livro

Com cerca de um ano e meio de produção, o livro “O Voo do Impossível”, chegou às livrarias, em 2019. A obra trata do desenvolvimento do EMB-110 Bandeirante, o avião que levou à criação da Embraer, considerada uma das maiores fabricantes de aeronaves do mundo. O leitor, além de conhecer tudo sobre a aeronave, também descobre os bastidores do primeiro voo, em 1968, além da história dos homens que realizaram essa empreitada. 

“Nunca tinha visto um livro que contasse a história do Bandeirante. Então, resolvi fazer. Com a aprovação de Ozires Silva, dei início às pesquisas.  Tive a ajuda de veteranos da Embraer, além de colecionadores particulares que me disponibilizaram acervos completos com informações preciosas”, conta. A colaboração de Ozires também foi fundamental para a concretização do projeto. “Ele me deu acesso a documentos restritos da época em que era militar”, complementa o jornalista. 

O livro pode ser adquirido através do site https://www.edrotacultural.com.br/produto/o-voo-do-impossivel/

A história de um inventor nato

Ozires Silva nasceu em Bauru, no interior de São Paulo, em 8 de janeiro de 1931. Em 1948, entrou para a escola preparatória da Força Aérea Brasileira (FAB), no Rio de Janeiro, onde recebeu a licença de piloto militar. Mudou-se para São José dos Campos (SP) e formou-se em Engenharia Aeronáutica, em 1962, pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Em 1965, deu início ao projeto IPD-6504, um esqueleto do avião Bandeirante. Em 1969, liderou a criação da Embraer, ao lado de um grupo de visionários. Foi diretor-superintendente da companhia até 1986, quando assumiu a presidência da Petrobras. Retornou para a Embraer em 1992 e presidiu a companhia até sua privatização, em 1994. Foi presidente da Varig de 2000 a 2002. Hoje, aos 90 anos, é presidente do Conselho de Inovação da Ânima Educação, em São Paulo.

Ozires Silva ministrando palestra em 2008

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.