Demanda por voos domésticos cai 4%, inter cresce 7,2%

A demanda por voos domésticos no Brasil voltou a cair em janeiro de 2016, diminuindo 4% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Esse é o pior resultado para janeiro já registrado pela Abear desde outubro de 2012. Esses números marcam também uma série de seis baixas mensais consecutivas da demanda aérea.

A retração da demanda foi, pela quinta vez nos últimos seis meses, superior à da oferta, reduzida em 2,4% em janeiro. Com isso, o fator de aproveitamento – parcela efetivamente consumida dos serviços postos à venda – teve queda de 1,41 ponto percentual, ficando em 83,18%.

Foram realizadas pouco mais de nove milhões de viagens domésticas no mês, um decréscimo de quase 2% no volume total. A Gol teve 38,62% de participação do mercado doméstico, enquanto a Tam registrou 34,36%, a Azul 17,28% e a Avianca 9,74%.

Já no transporte internacional, a Tam liderou a participação de mercado com 73,92%. Em seguida aparece a Gol com 13,13%, Azul com 12,87% e a Avianca com 0,08%. Aproximadamente 755 mil passageiros foram transportados nos voos das quatro associadas Abear entre o Brasil e Exterior no período, alta de 10,6%.

Isso mostra que a demanda evoluiu um pouco mais fortemente, com acréscimo de 7,2% e a oferta de transporte aéreo internacional pelas companhias brasileiras em janeiro teve uma ampliação de 6,1% sobre o mesmo mês do ano anterior.

Ainda que esse mercado, em consulta aos dados da Anac, tenha se mantido praticamente estagnado em 2015 em relação a 2014, as transportadoras brasileiras conseguiram elevar sua participação conjunta da casa de 22% para pouco mais de 25%. O esforço aparece refletido nos dados mensais da Abear para o mercado internacional, que têm apontado altas.

Fonte: Panrotas

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.