Por R$ 34 milhões, CCR assina contrato para a privatização do aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, com o Governo de Minas Gerais

Com a privatização do aeroporto da Pampulha, em Minas Gerais, o Grupo CCR será responsável por operar 20 terminais

Nesta quarta-feira, 2 de fevereiro, o Grupo CCR e o governo do Estado de Minas Gerais concretizaram a assinatura do contrato de privatização do Aeroporto Carlos Drummond de Andrade (Aeroporto da Pampulha), localizado em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais. A negociação se deu por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), na qual o CCR adquiriu a concessão do aeroporto por uma soma de R$ 34 milhões, com um ágio de 245,29%.

No contrato de privatização constam a operação e a conservação do aeroporto durante um prazo de 30 anos, prevendo um total de R$ 151 milhões nesse período. Desse orçamento, a quantia aproximada de R$ 65 milhões vão ser investidos logo nos 36 meses iniciais, os quais serão destinados, dentre outras prestações de serviços, para construir um terminal de aviação geral, sistema de pistas de táxi, recuperação parcial do pavimento da pista e preparação para novos hangares.

Cristiane Gomes, presidente da CCR Aeroportos afirmou que o objetivo da empresa com a privatização do aeroporto é fornecer a melhor infraestrutura e serviços de qualidade para os clientes, a fim de investir no desenvolvimento da região da Pampulha. Com isso, a CCR poderá contribuir para desenvolver, também, a cidade de Belo Horizonte ao trabalhar pela expansão da economia do município e do estado de Minas Gerais. 

Com a privatização do Aeroporto da Pampulha, o Grupo CCR será responsável por operar 20 terminais. Desses aeroportos, 15 foram adquiridos no leilão da 6ª Rodada de Concessões Aeroportuárias, no mês de abril em 2021, e estão em momento de transição com a Infraero para iniciar as suas operações.

Outros aeroportos operados pelo CCR

No Brasil, o Grupo CCR já é responsável por operar o Aeroporto Internacional Tancredo Neves na cidade de Confins, também no estado de Minas Gerais, na região metropolitana de Belo Horizonte. O CCR é responsável pela operação de três terminais internacionais – em Quito, no Equador; San Jose, na Costa Rica e Curaçao nas Antilhas Holandesas.

O Grupo CCR, antiga Companhia de Concessões Rodoviárias, foi fundado em 1999 e é uma companhia brasileira de concessão de infraestrutura, transportes e serviços. A empresa é uma das líderes em administrar as rodovias no Brasil, contando com um somatório de 3,955 km sob sua operação, cerca de 13.000 empregados e participa dos mais significativos índices do mercado acionário brasileiro.

Antaq abre consulta pública para receber sugestões e contribuições a respeito da privatização do Porto de Santos, no estado de São Paulo

No último dia 31 de janeiro, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Antaq, deu abertura a uma consulta pública como forma de receber sugestões e contribuições à respeito da privatização do Porto de Santos, localizado no estado de São Paulo. Os interessados ​​em contribuir com sua opinião têm até o dia 16 de março para isso. A consulta pública estará disponível no site da Antaq, através de formulário eletrônico.

Fonte: https://clickpetroleoegas.com.br/por-r-34-milhoes-ccr-assina-contrato-para-a-privatizacao-do-aeroporto-da-pampulha-em-belo-horizonte-com-o-governo-de-minas-gerais/

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.