Como garantir um serviço em solo de qualidade

Captura de tela da matéria "How to ensure quality business aircraft handling"

Desde a pandemia do Covid-19, a indústria de aviação tem sido resiliente. Pensando nisso, para garantir uma experiência mais tranquila, é essencial se planejar com antecedência e selecionar parceiros de confiança para os seus negócios.

Mais do que isso, é importante reconhecer que cada país tem sua própria cartela de requisitos, variando conforme os prazos de entrega, e os sistemas burocráticos. É crucial, portanto, pesquisar e compreender as regulações específicas de cada Estado em questão, assim como as opções de pagamento – uma vez que isso também pode atrasar qualquer programação.

Nesse cenário, comprova-se que a aviação executiva tem crescido rapidamente nos últimos anos. O sucesso da mais recente edição da LABACE, o maior evento do ramo na América Latina, é uma evidência disso, segundo declaração do presidente da ABESATA, Ricardo Miguel.

“Nós recomendamos que as companhias aéreas sejam muito cuidadosas ao contratarem uma empresa de serviços em solo para assistir suas aeronaves. Baseado nisso, com o intuito de ajudar essas operadoras a escolherem um serviço de ground handling (GSP) confiável no Brasil, criamos o Certificado de Regularidade em Serviços Auxiliares ao Transporte Aéreo (CRES)”, explica. “As ESATAs que foram condecoradas com esse certificado provaram que suas operações estão em condições reguladas e com estruturas adequadas, trazendo maior confiança aos seus clientes”.

Fonte: AviationPROS

Leia também

© 2024 All Rights Reserved.